CORPOCRIA, Integração e Arte

com Mariana Barros

Encontro com a Liberdade do Ser, Ritual ao Corpo, Manifestação Espontânea a Sagrada Ancestralidade e a Arte.

Corpos vivos, estamos sendo afetados constantemente, conscientes ou não a sensação que algo em nós está impermanente; somos transformados a cada encanto de realidade, que se abre em forma de pensamento, um sentir desabrocha propondo o novo a cada presente, ciclos de morte, vida e renascimento.

RITUAL – O ENCONTRO

PINTAMOS, CANTAMOS E FAZEMOS ARTE. A magia vai além das pinceladas – defumação, pedras, incensos, flores e rezas – manifestada pelo poder da cura e da intuição, pelas águas purificadoras que preenchem nosso corpos, corpos estendido na terra:

• Recebendo a força e o acolhimento do sagrado em nós
• Experimentando a nudez como potência
• Limpando e curando nossa sexualidade
• Expressando a liberdade de ser com encantamento e poder

 

Ao desnudar-se, desnuda-se dos preconceitos, dos conflitos, das tensões,  diluindo fronteiras do corpo e da mente, dissolvendo dicotomias e integrando o corpo a sua verdadeira natureza.

RITUAL – O PROCESSO

O trabalho todo é feito com pigmentos naturais,
AÇAÍ, URUCUM E ARGILA são alguns dos pigmentos vivenciados, entre suas propriedades eles alimentam a pele de vitalidade, acalma e fortalece. A argila carrega benefícios ancestrais, elimina toxinas, rejuvenesce e cura.

Ensaio fotográfico coletivo e individual, guiado sempre por fotografias, convida com um olhar instintivo, motivador e ousado.


***ARTE QUE PULSA, TRANSBORDA, ACENDE E CURA.***

Caminhante da jornada da conscientização, mulher em essência, escorpiana, artista de alma, escritora e estudante do movimento da dança da vida.
Artista plástica e educadora por formação na escola de Belas Artes UFRJ, estudante de pintura na escola de artes Parque Lage.
Criadora dos projetos: CorpoCria Manifestação Curadora, ritual de pintura corporal intuitiva ancestral e do círculo de mulheres raizes Líquida, Ritual ao Tempo, consiste em despertar a intuição e resgatar a natureza divina através da arte e a espiritualidade. .
Guardiã da medicina Ayahuasca, buscadora do caminho como fonte de interiorização, aprofundamento e cura.

Poeta, Compositor, Professor e Advogado.
Canta, pousa e convida à poesia e meditação.
Faz música e poesia como quem conta história, desconstrói e brinca com arquétipos, modelos e personagens, inverte a linguagem, instiga e envolve a plateia numa experiência única em torno de suas canções, versos e entrelinhas.
Ministra palestras e cursos sobre a poética e meditação no cotidiano. É um dos curadores do Sarau da Casa das Rosas, além de gestor fundador do Espaço Cultural Ave Venus em São Paulo.

Poeta, Compositor, Professor e Advogado.
Canta, pousa e convida à poesia e meditação.
Faz música e poesia como quem conta história, desconstrói e brinca com arquétipos, modelos e personagens, inverte a linguagem, instiga e envolve a plateia numa experiência única em torno de suas canções, versos e entrelinhas.
Ministra palestras e cursos sobre a poética e meditação no cotidiano. É um dos curadores do Sarau da Casa das Rosas, além de gestor fundador do Ashram Cultural Ave Venus em São Paulo.

Poeta, Compositor, Professor e Advogado.
Canta, pousa e convida à poesia e meditação.
Faz música e poesia como quem conta história, desconstrói e brinca com arquétipos, modelos e personagens, inverte a linguagem, instiga e envolve a plateia numa experiência única em torno de suas canções, versos e entrelinhas.
Ministra palestras e cursos sobre a poética e meditação no cotidiano. É um dos curadores do Sarau da Casa das Rosas, além de gestor fundador do Espaço Cultural Ave Venus em São Paulo.

Professora, artista visual e designer de animação.

Esta artista visual se expressa entre desenhos, pinturas, fotografias e vídeos de animação. Administra o ashram cultural Ave Venus, leciona artes e acredita que o trabalho que faz sentido é aquele que se alinha ao seu caminho e à contribuição que ela pode trocar com o mundo.