20220127_093220875_edited.jpg
Simbolo-Branco.png

  BLOG AVE VENUS 

Um passado todo pela frente adia o inadiável


1 Dia Fora da Matrix (Julho 2022)



☼ Perguntaram no retiro:


O melhor não seria me reconciliar com esse passado e aceitá-lo?


Além de tentar viver mais no presente, sem ficar remoendo, pois me agarro muito a ele e isso me machuca. E parar de ficar temendo o que vai ser do meu futuro?


Só não sei de que forma realizar isso, alguma ferramenta? Livro? Abordagem terapêutica?"



☼ Juliano:


"Veja, não há necessidade de reconciliação alguma com o passado quando você olha para dentro de verdade!


Ao olhar para dentro, o passado se autodenuncia absolutamente ilusório e ao mesmo tempo perfeito do jeito que foi. O passado é perfeito em si mesmo, justamente, pois já passou do jeito que passou. Nada precisa ser curado, consertado no passado.

Como um morto pode se curar? rs...


Da mesma forma que não há como NÃO VIVER no presente, impossível!

“Quem” acha difícil viver no presente é a sua falsa identidade, quem você pensa ser, ou seja, justamente, quem você não é!


A raiz do seu ser, você em essência, só existe/vive no presente e em nenhum outro lugar. O eu imaginado/biográfico nunca está no aqui agora, nunca. Sempre está na história que ele conta pra si mesmo, pois sabe que você, em presença radical, ao ir pra dentro de verdade, implicará na própria morte dele, na sua dissolução enquanto domicílio identitário... por isso ele adia, espana na hora H, ainda que com a desculpa de um passado todo pela frente.


Esqueça livros e terapêuticas mil.


Apenas, vez ou outra, pare tudo e se aquiete ao máximo… indague aqui, do âmago do presente, a pergunta essencial: O QUE É VOCÊ?


Negue toda resposta e definição que vier, TODA, e fique apenas com essa pergunta viva, até que a própria pergunta se revele como única resposta e te leve a um silêncio profundo e radicalmente verdadeiro onde você e o silêncio não sejam mais dois.


Enquanto isso não for íntimo a ti, cuide do presente e deixe que o futuro cuide de si mesmo. ♣


 

Post por Juliano Caravela:

Lina Molina

Poeta desperto.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo