20220127_093220875_edited.jpg
Simbolo-Branco.png

  BLOG AVE VENUS 

O humano perante a morte

Atualizado: 27 de jul.

Este post inaugura o Blog do Ave Venus com o mix de Arte e "Autoconhecimento", temperado com material orgânico e sintético do filme mais recente do Cronenberg: Crimes do Futuro (2022).


Saí do cinema atônita, porém com o corpo chamando por expressão. Era algo que mais parecia uma confusão entre êxtase com asco e medo. Havia ali algo novo pra mim: o prazer em perceber a presença dos órgãos do corpo e a eletricidade que me mantinha viva!


Já em casa, começando a balbuciar umas primeiras palavras, um transbordar de impressões foi, naturalmente, saindo pela boca, e é esse frescor que compartilho neste post.




Um novo corpo surge! Ou melhor, uma nova espécie! Por isso, vejo que o Humano diante da Morte iminente da humanidade é o grande tema deste filme tão atual e necessário.


Uma mãe mata o próprio filho, alguns comem plástico, outros agonizam em uma "cama-criatura", mutilações são performances artísticas... a lista que tiraria muitos "gratiluzes" da sala, é imensa, porém nada está gratuito ali, não para quem estiver disponível para a experiência de uma obra do Cronenberg.


E para além de toda a beleza óbvia (para olhos treinados), como: aspectos fotográficos e de direção de arte, está a união dessa loucura visual com a genialidade do conteúdo e que coloca reflexões que iluminam pontos escuros da sociedade hipócrita que nos consolidamos.


Plástico - material essencial

Na contemporaneidade, o plástico já se desgastou como assunto em obras conceituais e populares, tudo válido na tentativa de nos chacoalhar diante do uso indiscriminado deste material, mas nada comparado com o protagonismo que o plástico ganhou no filme, ao se tornar parte importante da mutação humana, deste novo ser que está por vir, em contraponto ao que o plástico representa na sociedade hoje: algo externo, artificial e descartável, porém essencial e protagonista de tantas destruições e guerras.


A gestação

Este filme trata de uma espera, de algo que está no forno. A personagem diz: "I'm cooking" _ De fato, ela está sempre gestando algo novo, algo que não sabe o que é, e que está prestes a virar material para a performance artística.

O curioso é que a personagem que "espera" é um homem e a que o perfura e penetra é uma mulher! (o perfura com um dispositivo em formato de vulva). Troca interessante do papel social e biológico que se espera entre homens e mulheres. Vejo que, se a gestação fosse da mulher, este filme teria um tanto de decepção pra mim.



A dor inexistente

Outro aspecto genial, é a ausência de dor pelo corpo humano., em que a busca pela dor corpada passa a ser o "novo sexo", a dor como prazer erotizável (tema inclusive já trabalhado pelo diretor em seus filmes, como "Crash - estranhos prazeres", 1997). Num debate após o filme, Ju e eu achamos genial submeter este "humano em mutação" à esse grau de insensibilidade.


E também trazer este ponto à atualidade, considerando: banalização das diversas violências, medo do tédio, hipersensibilidade às incertezas inerentes à vida, etc. me parece bem plausível tirar a capacidade de sentir dor da espécie humana.


Para fechar

Muitos pontos mais podem ser levantados sobre este filme, você vai ver! Se é que já não viu, mas encerro a análise aqui porque não quero fechar sua impressão com nenhuma "verdade", pelo contrário, espero que você tenha a sua própria experiência diante deste filme, diante de um Cronenberg, e que ela te leve para além da tela que imprime não só filmes, mas impressões do mundo também. ☢


 

Post por Lina Molina:

Lina Molina

Co-fundadora do ashram cultural Ave Venus, provocadora da vivência PsicoDetox e Rodas de Mulheres, cozinheira e organizadora dos Retiros, também leciona Direção de Arte para cursos de Cinema de Animação.


 

Porque analisamos filmes no ashram?

Por muito tempo, nós provocamos rodas de debates de filmes, levantando pontos referentes à arte e ao autoconhecimento, o que tem tudo a ver não só com Juliano e Lina, mas com o próprio ashram cultural, que envolve estes dois campos em todas as suas vivências. Aguardem! Em breve, retornaremos com as rodas de cinema.

100 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo